já leram.


C.A.H. 10


- Sim - Ela disse.
Eu suspirei, quase aliviado. Ela olhou pra mim e sorriu lindamente. Eu não entendia, eu nunca entendi, como ela conseguia ser tão linda; como ela conseguia mexer tanto comigo; como ela conseguia fazer coisas estranhas acontecerem ao meu estomago, só com o seu sorriso.
- E eu vos declaro marido e mulher - O Padre disse - Pode beijar a noiva.
Finalmente! Eu olhei pra ela e ela estava aos prantos. Não entendi porquê ela estava chorando. Então ela sorriu lindamente pra mim e passou o dedão pelas minhas bochechas, me fazendo perceber que eu também havia chorado. Ah tá.
Levantei seu véu, secando suas lágrimas da mesma forma que ela havia feito com as minhas. Eu só conseguia pensar que agora ela era minha mulher. Só minha. Mãe do meu filho.
Curvei-me e encostei meus lábios nos dela, sentindo-a passar os braços pelo meu pescoço. Levantei-a no ar e girei-a, fazendo-a encerrar o beijo para soltar uma gargalhada deliciosa que me fez sorrir mais idiotamente impossível, embaixo de uma barulhada fenomenal que eu descobrir ser nossos amigos e familiares batendo palmas e fazendo zoeira.
Coloquei-a no chão e fiz seu braço passar pelo meu, ainda sorrindo pra ela. Senti um monte de coisas caindo em cima de mim e a vi se curvar pra se proteger. Isso era arroz e todos tacavam na gente.
Puxei-a pela mão para longe daquela chuva, achando que ela ia começar a se machucar ou ficar irritada ou qualquer outra coisa que pudesse fazer mal a ela ou ao bebê. Com isso, chegamos a limousine que alugamos pra sair do sítio e viajar até o aeroporto, pra pegar um avião para o Sul da França.
Ela sorriu o caminho todo. Eu abracei-a e deixei que ela relaxasse enquanto a limousine ia até o aeroporto pra nos deixar lá. Ela sorria, suspirava, e depois de quinze minutos, ela simplesmente relaxou e dormiu, ainda sorrindo.
Eu fiquei com muito dó de ter que acordá-la pra pegar o avião. E ela se encolheu toda com todos os olhares por estar de vestido de noiva. Tentou me convencer de que deveria tirar e trocar por alguma coisa que fizesse as pessoas não olharem pra ela.
- Eu quero tirar isso de você, - Eu disse - Então você vai ficar com isso até a hora que eu puder tirar, Srª Judd.
Ela sorriu lindamente pra mim e escondeu a cabeça no meu pescoço, enquanto eu passava o braço pela cintura dela. Eu me sentia completo.
Nosso vôo foi chamado e nós nos acomodamos em nossa poltrona. Eu abracei e beijei-a assm que sentamos. Passei a viagem inteira olhando pra ela enquanto ela dormia. Eu não podia culpá-la por dormir, a culpa do sono dela era minha e depois de tantas emoções, ela devia estar totalmente esgotada. Sem contar que nossa noite... Bom, ia durar um pouco se dependesse de mim.
Ela acordou quando o avião estava para aterrissar. Demorou alguns segundos pra se situar e, então, ela me deu um beijo, se afastando com um sorriso do tamanho do mundo. Sorri de lado pra ela e puxei seu rosto, beijando-a calmamente, do jeito que eu sabia que ela preferia que eu a beijasse.
Eu não conseguia entender como eu tinha tido aquela sorte. Desde o começo, nada fez muito sentido pra mim.
Ela era minha melhor amiga. Ainda é. Mas eu sempre achei que ela seria só minha melhor amiga pra sempre. E, então, em algum momento, eu fiquei com raiva dela por ela estar duvidando da minha masculinidade e eu a beijei. Ela gostou. E eu achei que estava no céu.
Ela foi minha. Eu não soube entender como ela permitira que eu transasse com ela àquele dia. Eu... Não sabia que ela era virgem, eu não fazia idéia. Ela era tão linda e ela já havia tido alguns namorados e eu realmente achei que ela tivesse experiência naquela parte. Ninguem nunca vai se arrepender tanto quanto eu me arrependi de ter me descontrolado aquele dia. De tê-la deixado assustada e insegura. E eu ia, pelo resto da minha vida, amar aquela mulher que eu fiz ser minha, deixá-la sentir que é amada, deixá-la ser feliz ao meu lado. Eu a recompensaria, sempre, por ter confiado em mim, por ter me dado seu coração. Se dependesse de mim, ela seria a mulher mais feliz do mundo e, enquanto ela fosse a mulher mais feliz do mundo, eu seria o cara mais feliz do universo.
Eu rodei a chave do nosso quarto no meu dedo, enquanto ela me agardava, ao lado do elevador com o cara que estava levando nossas malas. Eu via as bochechas dela corarem ao se deparar comigo. Eu estava sorrindo pra ela, imaginando-a daqui háalguns minutos, nos meus braços, sem aquele vestido imenso. Nada contra o vestido, ela ficava linda nele, mas não era como se ela não ficasse linda em qualquer coisa.
Minha mulher, mãe do meu filho, minha vida.
Eu peguei-a no colo e ela soltou uma exclamação de surpresa. Achei que era meio óbvio que eu fosse fazer aquilo, então revirei os olhos enquanto ela gargalhava e mandava eu soltar. Eu não a soltaria. Nunca mais.
O cara com as malas nos acompanhou até no nosso quarto e ele deixou-as ao lado da porta, sem dizer nada e saiu. Depois eu o procuraria e o daria uma bela gorjeta pela discrição. Agora, porém, eu estava muito ocupado beijando minha esposa, enquanto a deitava na cama.
Eu continuei de pé, admirando-a, passando a mão pelo corpo maravilhoso que ela tinha e, impaciente como sempre, ela sentou-se e me puxou pela gravata para iniciar um beijo que era mais gargalhadas de minha parte que beijo. Eu estava explodindo de felicidade e ela explodia em sorrisos em reflexo à isso.
Aproveitei que ela havia sentado e procurei o ziper do vestido. Assim que encontrei, encerrei o beijo e dei a volta em torno dela, ficando de frente para suas costas, rindo do esforço que ela fazia pra tentar se virar enquanto eu não permitia. Desci seu ziper, beijando-lhe às costas, area que eu nunca conseguia dar muita atenção e que eu sempre achei muito sexy.
Eu ficava totalmente excitado quando eu sentia que ela estava arfando da maneira que estava agora. Eu já sentia a minha calça apertando por causa do volume que estava crescendo, mas eu apenas respirei fundo. Era o dia dela, a noite dela. Eu iria com calma. Eu já tinha estragado um momento uma vez; esse seria por deveras perfeito.
Beijei-a por cima da lingerie e a curiosidade me acometeu, percebendo que ela usava uma daquelas que garotas só usavam quando queriam deixar um cara louco. Eu era contra esse tipo de coisas com a porque ela não precisava usar um daqueles, a menos que ela quisesse que eu explodisse de tanto tesão, mas, mesmo assim, eu escorregueio vestido dela e deixei que ele caisse com leveza em uma grande pilha no chão.
Sentei-me ao lado dela, de frente pra ela e ela fez que viraria pra mim, mas eu, novamente, não permiti. Comecei a beijar seu pescoço lentamente, minha mão acariciando sua coxa por cima da meia calça que ela usava, já louca para seguir o caminho de sua vagina. Calma, garoto.
Parei de beijá-la e fiquei olhando-a de olhos fechados, a respiração falha. Tão linda, tão perfeita, tão minha.
- Eu amo tanto você - Eu sussurrei a ela, mordiscando sua orelha.
Ela estremeceu em meu abraço e eu senti suas mãos no cós da minha calça.
- Eu amo você tanto que dói, - Ela me disse, puxanco minha camisa para que saísse de dentro da calça.
- Não precisa doer. Eu estou aqui e não vou sair. Não adianta.
Ela riu baixinho, abrindo os botões da minha camisa, totalmente concentrada. Admirei-a, acariciando seu rosto e seu cabelo e quando ela, finalmente, acabou, beijei-lhe os lábios com o mesmo fervor que eu sentia dentro de mim, crescendo a cada segundo que se passava com os pequenos dedinhos dela acariciando meu peitoral, meu pescoço e minhas costas. Eu acrescentei ainda mais fervor quando ela enlaçou os dedos em meu cabelo e começou a puxá-los. No segundo seguinte, ela me empurrou. Eu olhei-a, confuso, mas ela sorriu e eu voltei a tentar beijá-la.
- Espere! - Ela disse. Suas bochechas estavam mais vermelhas que o normal. Mesmo o normal de quando eu falava algo que a deixava envergonhada. - Espere aqui. Não se mexa, okay?
Sacudi a cabeça, encantado quando ela se levantou. Ela respirou fundo, parando em minha frente. Eu senti-a tomando coragem.
Inesperadamente, ela começou a balançar o corpo de um lado para o outro e a desfazer a confusão de cordinhas e laços que estavam na frente de seu busto. Eu senti meu queixo cair, então ela parou e tampou o rosto com as mãos, dando um gritinho de vergonha. Eu ri daquilo.
- Não - Eu disse - Continue - Incentivei-a - Eu estou gostando.
Ela mordeu o lábio, nervosa, mas voltou a se balançar e a desembolar os laços. Eu engoli a seco. Ela definitivamente queria que eu sofresse um enfarte ou algo assim, mas eu não me importava. Era bom demais. Ela virou-se de costas e virou o rosto pra mim, continuando a dançar e se balançar e o corpete dela começou a cair. O meu queixo também.
Quando percebi, eu estava de joelhos na frente dela, os lábios grudados em sua coxa esquerda, descendo sua meia calça com o máximo da calma que eu estava conseguindo e eu acho que eu estava indo bem, devido os gemidos dela.
Afastei uma perna dela da outra e posicionei-me entre suas peras, continuando a beijar sua coxa, agora na parte inteira porque eu sabia que isso deixava-a ainda mais entorpecida. Assim, logo ela estava sem as duas meias, apenas de calcinha.
Levantei-me, abraçando-a pela cintura e dei-lhe um beijo que senti ela desfalecer em meus braços. Se eu tivesse soltado-a, ela teria caido. E com esse pensamento, soltei meus braços da cintura dela e deixei-a cair em cima da cama.
Ela abriu os olhos e sorriu pra mim, fazendo que ia se sentar, mas eu curvei-me sobre ela e encostei nossos lábios antes que ela pudesse completar o ato. Mesmo assim, senti as mãos dela desabotoando a minha calça e empurrando-a em direção ao chão. Não pude evitar de sorrir durante o beijo.
Desci, cuidadosamente, meus beijos para os seios dela e chupei-os gulosamente, sem pressa alguma. Sem tirar meus lábios de seus seios, deixei minha mão escorregar para sua calcinha, entrando por dentro dela e acariciando-a a vulva, sentindo-a arfar e arquear o corpo com as sensações que eu a provocava.
Ela tremia a cada movimento das minhas mãos entre suas pernas e eu, encantado com o prazer dela, acabei por colar nossos lábios mais uma, duas, três vezes, sentindo seus gemidos ser perderem em minha lingua, em nosso beijo.
Sua calcinha sumiu pra algum lugar no segundo seguinte. Eu simplesmente não aguentei mais a peça e a arranquei. Suspeito que tenha rasgado-a, mas eu não liguei muito na hora.
Eu queria fazer algo diferente, algo que a surpreendesse, então foi mais ou menos o que eu fiz.
Joguei meu corpo para o lado e ela quase se levantou em susto, vendo que eu havia deixado-a sozinha.
- Relaxa - Eu sussurrei. - Vem cá.
Ela engatinhou até mim e eu neguei com a cabeça, mesmo tendo babado um pouquinho em o quão linda ela era. Fazendo do jeito que eu queria, guiei-a a deitar de costas para mim e abracei-a, em conchinha, como haviamos dormido na noite anterior. Ela soltou uma exclamação de confusão e surpresa que me fez rir baixinho e, com isso, achei que era surpresa o suficiente e tirei minha cueca.
Encaixei-me nela de uma vez só, meus braços abraçando-a e apertando seus seios. Ela arfou de surpresa e prazer e começou a gemer, fazendo os pelos da minha nuca se eriçarem. Com isso, acabei-me pondo a sussurrar coisas ligeiramente obcenas em seu ouvido, fazendo-a gemer cada vez mais alto e fazendo com que eu me colocasse a movimentar com mais força e velocidade contra ela.
Esperei que ela tremesse em meus braços, gemesse fraquinho, um gemido de contentamente e não me segurei mais. Gozei dentro dela e relaxei logo em seguida, beijando seu pescoço.
Eu a teria pra sempre, assim, em meus braços. E hoje era apenas a primeira noite...

Fim.

N/a: Se você chegou até aqui, eu só tenho uma coisa a dizer a você: TU TEM CORAGEM, PORRA! HAHAHAHAH ok, brincadeira. Eu queria agradecer pelo carinho, por ter gostado dessa série que eu tenho escrito nos últimos dois anos. Essa é uma história que acompanhou os melhores anos da minha melhora como escritora e passou por todos os momentos comigo. Ela sempre foi a minha fuga. A fuga da crise que eu tive com Under Sheets, quando ela foi fic do mês e metade do mundo resolveu que eu não era boa o suficiente para aquilo, que eu era todas as coisas ruins do mundo e entravam no meu blog pra me xingar... Quando eu deixei minhas leitoras morrendo com as Atts de PPT. Quando eu comecei a reescrever Garota de domingo e Frutos do pecado, depois. Quando eu fui autora do mês... Enfim. Foram dois anos. Por mais que eu não aguentasse mais ter a responsabilidade de terminar C.A.H., ela marcou minha história. Foi a primeira fic minha que realmente fez sucesso. C.A.H. vai deixar saudades em mim porque ela não foi uma fic, uma série, ela foi uma fase. E pra todo mundo que chegou até aqui comigo, que está comigo desde as primeiras, eu queria dizer: OBRIGADA. Obrigada por tudo que vocês me proporcionaram no caminho. Nada do que eu consegui aqui, até mesmo lançar garota de domingo como livro, eu teria conseguido sem vocês, sem o apoio de vocês, sem o carinho, as cobranças... Vocês votaram em mim diversas vezes pra autora/fic do mês e depositaram a confiança de vocês em mim e eu nunca sei como retribuir. Eu só escrevo e eu espero que isso seja o suficiente.
E é isso, meu povo. Aos poucos, eu vou dizendo Adeus, vou deixando de atualizar, deixando de escrever fanfics. Estou escrevendo o meu livro e ele me encanta e agora que eu terminei C.A.H. - era a minha última dívida com vocês - Talvez eu realmente pare. Vou me dedicar ao meu bebê agora. Não vou abandonar End of the world, mas não vai ser minha prioridade e espero que vocês entendam.
Obrigada. Muito obrigada por tudo.
(prometi que não ia chorar, mas não consigo)








+21 comentários
Eduarda
bnu.duda@hotmail.com
179.252.250.180
Enviado em 11/08/2014 as 2:33 pm
muuuuuuuuuito boa, gostei dms

Selecionar comentário Mariana
marianaguimaraesgg@hotmail.com
177.133.46.166
Enviado em 11/04/2014 as 9:16 pm
AMEIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII!!!! Vou sentir muita falta e vc e uma diva vc e d+ nunca duvide disso sua fic e perfeita vou sentir saudade!

Selecionar comentário Bia Ferrari
fabi.simpleplansp@gmail.com
177.99.96.180
Enviado em 30/01/2014 as 1:05 am
Gente sou nova aqui!!! Oi… rsrsr sempre leio fics em sites fanosinhos ai… e fazia tempos que uma fic não me chamava a atenção… vou ser sincera hoje era minha folga do trabalho e estava com a cabeça cheia de problemas…MAS essa fic me fez esquecer COMPLETAMENTE!!! Sim eu li as 10 partes e SIMPLESMENTE AMEI!!! linda demais…Perfeita demais!!! Parabéns <3

Selecionar comentário Tathi
tathi_dias_martins@hotmail.com
186.244.174.98
Enviado em 10/12/2013 as 12:20 pm
"Cara ja devo ter lido essa história tantas vezes que já perdi a conta hahaha
É linda demais apaixonante demais perfeita demais para se ler só uma vez
Sério fico com um sorriso bobo do inicio ao fim fora o choro durante o casamento HAHAHA
Parabéns mesmo uma das histórias mais lindas que já li
Beeijos "

Selecionar comentário Camila Duarte
duarte-mila@hotmail.com
187.10.253.188
Enviado em 10/12/2013 as 12:20 pm
"Huuum… Acho que a N/a não é da fic que eu acabei de ler maaaas isso não importa muito…
Oi Letícia
Mulher eu tenho que dizer que ADOREEI essa série de shorts!! Vc escreve muuuito e me fez dar altas risadas!
Serio o principal é a coisa maaais fofa e perfeita desse mundo e os pensamentos da principal são os mais engraçados e verdadeiros AHSUAHUSH enfim amei TUDO mas os primeiros 'capitulos' realmente me conquistaram! Parabéns!
Beeeijos
"

Selecionar comentário Bella Rocillo
noemail@intensedebate.com
189.41.173.240
Enviado em 30/11/-0001 as 12:00 am
Leka voc? ? DIVA. O QUE ? ESSA FANFIC? O QUE ? ESSA S?RIE? S?rio ? a melhor de todas. Eu amo suas fics s?o muito boas. Parab?ns! Nunca pare de escrever porque suas fics s?o boas demais!

Selecionar comentário Steph
noemail@intensedebate.com
189.41.173.240
Enviado em 30/11/-0001 as 12:00 am
CAH foi minha primeira restrita e acompanhei ela desde o comeco ao fim. Voce escreve maravilhosamente bem e apesar de estar super triste com o fim da serie eu adorei esse final. Muito sucesso pra voce Lekavoce merece
Selecionar comentário Joanna
noemail@intensedebate.com
189.41.173.240
Enviado em 30/11/-0001 as 12:00 am
eu tou chorando +.+ TAO PERFEITA +.+ C.A.H. vai deixar muitas saudades :

Selecionar comentário D?
noemail@intensedebate.com
189.41.173.240
Enviado em 30/11/-0001 as 12:00 am
" Leka! Que fofo que ficou a ""ultima"" parte desta s?rie! Awn devo dizer que amei realmente muito fofinho ainda mais porque foi contado pelo POV dele. Awn parab?ns
Selecionar comentário Isa.
noemail@intensedebate.com
189.41.173.240
Enviado em 30/11/-0001 as 12:00 am
VOC? SIMPLESMENTE ? FODA MANOOOOOOOOOO! S?rio a melhor s?rie que existe ? a sua eu vou sentir falta das suas atuaiza??es! At? porque eu n?o vou achar uma melhor. Voc? me faz sonhar e me faz fantasiar com a pessoa que eu mais amo na vida meu namorado. Ate brinco com ele como se estivesse na fic HEUHEUHEUH obrigada obrigada mesmo s2

Selecionar comentário Renata
noemail@intensedebate.com
189.41.173.240
Enviado em 30/11/-0001 as 12:00 am
Leka. Tenho acompanhado suas fics nos ?ltimos anos e devo dizer que n?o ? voc? quem deveria estar agradecendo somos n?s meras leitoras que gra?as a sua criatividade e boa vontade de compartilhar suas hist?rias tivemos momentos de profundas alegrias. Sinto que voc? tenha que ter passado pela descren?a de algumas pessoas. Acredite em si mesma pois voc? tem um grande potencial. Por favor avise quando o seu livro for publicado. Mais uma vez… OBRIGADA.

Selecionar comentário pri
noemail@intensedebate.com
189.41.173.240
Enviado em 30/11/-0001 as 12:00 am
Suas fic s?o d+ leka adoro todas vc escreve muito bem parabens

Selecionar comentário Lineh
noemail@intensedebate.com
189.41.173.240
Enviado em 30/11/-0001 as 12:00 am
Lekaa acompanho sua fic desde o inicio e me apaixonei por ela Vc ? uma otima escrita nunca duvide disso senirei saudades do C.A.H. mais tudo que ? bom tem um fim C.A.H foi uma otima fase da minha vida PARABENS

Selecionar comentário Nate
noemail@intensedebate.com
189.41.173.240
Enviado em 30/11/-0001 as 12:00 am
oown adorei essa! que pena que acabou! eu adoro a serie ela ? perfeita!

Selecionar comentário Giny
noemail@intensedebate.com
189.41.173.240
Enviado em 30/11/-0001 as 12:00 am
*terminada

Selecionar comentário Giny
noemail@intensedebate.com
189.41.173.240
Enviado em 30/11/-0001 as 12:00 am
FICOU O MAXIMO! eu n?o posso dizer que acompanhei desde o come?o mas posso dizer que adorei ela ficou linda! eu realmente queria saber o sexo do beb? do meu eu da fic mas tudo bem terminou linda meus parabens Leka por mais uma fic perfeita termina voc? ? muiiiito boa em escrever tenho certeza que tem um futuro e tanto

Selecionar comentário carol
noemail@intensedebate.com
189.41.173.240
Enviado em 30/11/-0001 as 12:00 am
acompanhei desde a primeira ate agora.nossa eu amei muito C.A.H parabens mesmo por todas elas bjs

Selecionar comentário Giovanawww
noemail@intensedebate.com
189.41.173.240
Enviado em 30/11/-0001 as 12:00 am
AAAAAAAAAAAAAAAAH VOU CHORAR : QUE FALTA QUE EU VOU SENTIR DE LER C.A.H. : MEU REF?GIO *-* FICOU LINDA MESMO S2S2

Selecionar comentário Mila
noemail@intensedebate.com
189.41.173.240
Enviado em 30/11/-0001 as 12:00 am
Legal. Escrevi com o nome da minha amiga.. haha Mato a Fabi. rs Mas a primeira sou eu! UhulL ?? Mila xx

Selecionar comentário Mila
noemail@intensedebate.com
189.41.173.240
Enviado em 30/11/-0001 as 12:00 am
? EU SOU A PRIMEIRA! [AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA]*SURTANDO* HAUHEUHASUEHASUEHUSA /t?parei RS Menina que isso?! Ain cara! Ficou essa serie P.E.R.F.E.I.T.A !Sou muito sortuda de ter acompanhado essa fic desde o in?cio. Acho que vc nem me conhece ? pq nao sou muito de comentar nas fics mas hoje eu senti necessidade de falar algo. E puta merda! Perdao pelo palavreado nao encotrei palavra melhor pra descrever rs N?s leitoras ? que temos que agradecer por voce ter terminado essa obra prima! ? s?rio nao acho que eu me sairia t?o bem como voce se saiu quando Under Sheets foi fic do m?s. Enfim parab?ns por essa conquista. E devo dizer Garota de Domingo ? uma das poucas fics que realmente me encantaram! Eu chorei dias e dias com ela. ? uma est?ria in?dia e sem igual muito linda mesmo. : Last but not least parab?ns por ser quem voce ?! Sou sua f? : beeijao

Fabi
noemail@intensedebate.com
189.41.173.240
Enviado em 30/11/-0001 as 12:00 am
PRIMEIRA? *————————————————————–*